Juros Cartão de crédito


O Brasil é um país reconhecido pelas altas taxas de juro, sobretudo de cartão de crédito e cheque especial. Mas você sabe como esse juro é cobrado e sobre quais operações?

Saiba mais sobre juros cartão de crédito e aprenda a controlar melhor sua vida financeira escapando às taxas desnecessárias.

Cartão de crédito

O cartão de crédito já é uma das formas mais utilizadas para compras em todo o mundo. O primeiro cartão de crédito surgiu nos Estados Unidos, na década de 40 do século passado.

No início, o cartão de crédito era um cartão de papel dado apenas aos melhores clientes, como garantia de crédito e tentativa de fidelizar esses clientes. Logo a prática de popularizou e uma maior quantidade de pessoas e empresas aderiram à prática do cartão de crédito aos clientes.

Alguns anos depois o cartão de crédito começou a ser fabricado de material plástico e passou a ser gerenciado por operadoras financeiras, se tornando também um lucrativo negócio.

Juros cartão de crédito

Quando falamos em juros cartão de crédito, estamos falando em um dos tipos de crédito mais altos do mercado, chamado de crédito rotativo. O Brasil lidera o ranking dos países da América Latina com juros mais altos.

Para se ter ideia do quanto as operadoras financeiras e bancos conseguem lucrar em cima de juros cartão de crédito no Brasil, o país cobra juros efetivos de quase 300% ao ano. O segundo país é a Argentina, que mesmo sob uma forte inflação, sua taxa de juros não passa de 64% ao ano.

Quando incidem os juros 

Os juros de cartão de crédito incidem quando o cliente não paga a totalidade de sua fatura ou ainda quando necessita parcelar o que deve em seu cartão de crédito. As duas situações são bastante comuns e, via de regra, em outros países são tratadas como se fossem empréstimos comuns.

As taxas de juros cobradas no país são tão altas que no ano de 2017 o Banco Central fez uma intervenção e determinou que as taxas exorbitantes só poderiam ser cobradas dos clientes nos primeiros trinta dias.

Depois desse tempo, o Banco Central determinou que as dívidas de cartão de crédito fossem cobradas como se fossem empréstimos comuns, o que terminou não acontecendo.

Os bancos e Instituições financeiras seguiram a determinação de cobrar taxas altas de juros somente nos 30 dias iniciais, mas para o período restante passaram a cobrar uma taxa de juros que gira em torno de 170% ao ano, como se esses valores fossem razoáveis.

O que fazer para não pagar juros

A melhor alternativa para não pagar juros cartão de crédito nem sempre é possível, mas o ideal é evitar atrasar a fatura, sob pena de ser obrigado a pagar taxas de juros muito altas.

O parcelamento de faturas do cartão também deve ser evitado, o ideal é se utilizar de outro tipo de empréstimo, o consignado, por exemplo, e saldar a dívida do seu cartão.

Uma outra operação disponível para cartão de crédito, mas que também possui taxas de juros bastante altas são os saques de cartão de crédito, que funcionam como empréstimos, mas com taxas de juros também altíssimas.

Todas essas alternativas devem ser as últimas, quando realmente há uma necessidade urgente de utilizar as taxas de juros cartão de crédito, caso contrário, compensa bastante consultar outras formas com seu gerente de conta de sanar sua dívida de cartão.

Como você viu, os juros cartão de crédito no país giram entre os mais altos do mundo e são, disparados, os maiores da América Latina, por isso, tome cuidado com atrasos em seu cartão de crédito!


Gostou? Compartilhe com seus amigos.

0

0 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *