Bolsa Família Gestante

1
96
Bolsa Família Gestante

Você sabe do que se trata o Bolsa Família gestante? Em suma, ele representa os cuidados que o programa oferece para mulheres grávidas e, consequentemente, seus filhos.

O número crescente de grávidas em situação de necessidade se tornou uma preocupação do governo nos últimos anos o que, por sua vez, resultou na necessidade de se oferecer amparo para essas futuras mães.

Uma característica de muitos programas de transferência condicionada de renda, amplamente difundida na América Latina e cada vez mais popular em todo o mundo, é que esses programas serem voltados para as mulheres.

Esse recurso foi informado por pesquisas anteriores, sugerindo que o aumento do controle de recursos por parte das mulheres estava vinculado ao aumento do poder de tomada de decisões entre as mulheres e a melhores resultados de saúde.

Bolsa Família Gestante

Saiba mais sobre o Bolsa Família gestante

O Bolsa Família é o maior programa de transferência de renda do mundo. Ele surgiu em 2003 e, apenas em 2011, prestou assistência a mais de 12 milhões de famílias brasileiras.

Os pagamentos desse programa consistem em uma transferência incondicional para famílias “extremamente pobres”, que são definidas como aqueles que recebem abaixo de um certo limite de renda per capita.

O pagamento é variável e possui um condicional adicional por criança de 0 a 15 anos, por até quatro filhos.

Já ao se falar sobre o Bolsa Família gestante, a transferência é condicionada a mulheres grávidas que recebem consultas pré-natais oportunas.

– Também podem receber benefícios, a depender da situação, crianças de 0 a 5 anos.

  • Elas recebem vacinações oportunas e visitas de monitoramento de crescimento.

Para serem elegíveis aos pagamentos do Bolsa Família gestante, assim como é feito com o próprio programa Bolsa Família, as famílias devem ser listadas em um registro chamado Cadastro Único.

Esse registro contém informações sobre características demográficas, renda e participação prévia em programas de transferência. Todas as famílias podem registrar-se gratuitamente no Cadastro.

Bolsa Família Gestante

Especificidades do Bolsa Família gestante

Antes de qualquer coisa, para usufruir do Bolsa Família gestante, é preciso que o SUS, o Sistema Único de Saúde do país, seja informado em relação à gravidez.

A partir do registro do bebê, será pago um valor de auxílio datado de seis meses para a fase de amamentação do recém-nascido.

  • Os integrantes da família da gestante não podem receber mais de R$154,00 por mês para que ela seja elegível a essa transferência de renda direta para grávidas.

  • Para que ela entre no sistema, é preciso que ela vá até a prefeitura de sua cidade, pessoalmente – uma vez que inscrições online e por telefone não são aceitas – e preencha alguns dados.

Com o tempo, o próprio sistema identificará as mães que precisam do auxílio do Bolsa Família gestante, liberando seus benefícios.

Porém, o problema disso, é que essa identificação pode levar um longo período, o que deixa as mães sem o auxílio necessário durante seu período de gestação.

Se você é uma mãe que já faz parte do programa Bolsa Família, mas ainda não teve acesso à bolsa gestante, não deixe de procurar a prefeitura de sua cidade e garantir que seus dados sejam atualizados.

Conclusão

A bolsa destinada às gestantes tem como intenção auxiliá-las na hora de cuidar de uma gravidez contando com poucos recursos para isso. Porém, para isso, é preciso que ela se cadastre na prefeitura municipal de sua cidade.

Sabendo mais sobre o Bolsa Família gestante e, estando elegível para o programa, é importante não deixar de buscar por esse benefício e garantir que sua gestação e o auxílio inicial do recém-nascido sejam garantidos.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui